As doenças mentais podem prever doenças físicas?

problemas-mentais

A expressão “ligação mente-corpo” é tão usado em demasia que soa como um clichê, mas há um conjunto significativo de pesquisas que mostram que a saúde física e mental estão na verdade profundamente entrelaçadas . Apesar disso, os sistemas de saúde ainda são lentos para integrar saúde mental e física, a fim de proporcionar um melhor atendimento ao paciente. Para tratar disso, os psicólogos suíços tentaram estudar casos em que transtornos mentais específicos são acompanhados por transtornos físicos em adolescentes. O objetivo era determinar uma relação causal entre eles e, se possível, prever certas doenças físicas pela presença de um transtorno mental.

Gunther Meinlschmidt, co-autor principal do estudo e professor de psicologia na Universidade de Basileia, na Suíça, disse ao Mental_Floss: “Para ter provas de causalidade, você precisa manipular experimentalmente pessoas que estão fisicamente ou mentalmente doentes. Como isso não foi possível, ele e a equipe de pesquisa, liderados por Marion Tegethoff, analisaram dados de uma grande pesquisa de co-morbidade de 6483 adolescentes americanos, com idade entre 13 e 18 anos.

Usando modelos estatísticos, eles primeiro analisaram se os distúrbios mentais previam doenças físicas. Na verdade, artrite e distúrbios digestivos, de acordo com a pesquisa, mostraram-se mais comuns após a depressão em adolescentes, enquanto as doenças de pele parecem seguir transtornos de ansiedade. Em seguida, inverteram as variáveis, para ver se a doença física era um melhor preditor de transtornos mentais. Mas esses resultados foram estatisticamente muito pequenos, sugerindo que os distúrbios físicos surgem depois dos transtornos mentais, ou surgem ao mesmo tempo.

Mais pesquisas de maiores escalas ainda precisam ser feitas, incluindo o recrutamento de indivíduos que têm uma condição física e mental.

Esta pesquisa foi um primeiro passo necessário que “salienta a importância dos cuidados de saúde integrativa de pessoas com transtornos mentais e doenças físicas”, diz Meinlschmidt. Até agora, esses “dois mundos separados não estão realmente trabalhando juntos”. Seu objetivo final é “aprofundar os mecanismos potenciais para o desenvolvimento de novas intervenções”. Ele espera que sua pesquisa traga mais integração a dois sistemas e que ajude os médicos a criarem formas integradas de tratar a saúde de uma pessoa.

Fonte: Mental_Floss



0 Comentário(s)

Deixe seu comentário